Graça e paz irmãos nesse último sábado, dia 05 de maio no culto dos jovens, nós aprendemos um pouco sobre perseverança: sobre perseverar sobre permanecer, sobre não desistir ou se acomodar.

Nos originais a palavra perseverar significa permanecer ficando embaixo da proteção de algo ou alguém. Significa manter-se firme e aguentar ao invés de fugir.

É semelhante ao lutador de sumô que tem por objetivo não deixar que o adversário tire-o do lugar onde ele está firmado.

E lemos alguns versículos da palavra de Deus a exemplo de Tiago capítulo 1 do versículo 21 ao 25 onde nós somos instruídos a deixar de lado, a nos livrar de algumas coisas que são empecilhos para o propósito de Deus nas nossas vidas, acatar com humildade sua palavra, ouvir atentamente, mas não só ouvir, devemos principalmente ser praticantes de forma PERSEVERANTE e assim tudo que fizermos será abençoado por Deus.

Em seguida vimos em 2 Pedro 1: 2-8 que devemos conhecer a vontade de Deus para sermos participantes de sua natureza e para isso se faz necessárias algumas coisas dentre elas: fé, conhecimento, domínio próprio, virtude e PERSEVERANÇA para que não sejamos improdutivos ou infrutíferos, evitando assim sermos cristãos que ficam estagnados, sem utilidade e sem propósito, semelhante ao um vaso onde se acumulou água que ficou parada criando lodo.

Por: Erik Williams

Parte I

Às vezes nós perguntamos como perseverar e como permanecer diante das circunstâncias e dos problemas. Talvez você diga: “ você não sabe o que estou passando, não sabe o que está acontecendo comigo”.

Mas Deus sabe e Ele já sabia do que precisaríamos e deixou em sua palavra algumas instruções.

Rm 12: 11-12 diz para não sermos sermos preguiçosos, diz para sermos fervorosos no espírito para nos alegrarmos em Deus e sermos perseverantes em oração, não só na súplica ou na determinação daquilo que oramos, mas permanecer na presença Dele até ouvir suas respostas e direções afinal, oração é uma conversa, é relacionamento.

Gl 6:9 diz que teremos colheitas de bençãos se não desanimamos.

Jacó poderia ter desistido de lutar com o anjo.A mulher do fluxo de sangue poderia ter recuado por causa da multidão. O cego a beira do caminho poderia ter se calado quando clamou mas disseram para que ele não importunar  o mestre. Mas todos eles perseveraram.

E como fazer para não desanimar e prosseguir perseverando?

A resposta está em 2Co 4:16-18 que diz:

“Eis porque nunca desanimamos. Embora os nossos corpos vão morrendo a força interior que temos no Senhor vai crescendo dia a dia. Estes nossos sofrimentos e aflições, afinal de contas, são bem pequenos e não durarão muito tempo. Entretanto, este curto tempo de angústia resultará na mais rica bênção de Deus sobre nós para todo o sempre! Portanto, não olhamos para aquilo que podemos ver atualmente, as dificuldades que nos rodeiam, mas olhamos para frente, para as alegrias do céu que nós ainda não vimos. As aflições logo desaparecerão, mas as alegrias futuras durarão eternamente.”

Por: Erik Williams

Parte II

Finalizando o que começamos a tratar, devemos observar o que a palavra de Deus diz em Hebreus 12:1 onde somos instruídos a nos livrar de tudo que nos trava e correr com perseverança a carreira que Deus tem para cada um de nós.

E finalmente, em 1 Timóteo 4:12-16 somos ensinados a se exemplo para os outros fiéis no amor, na fé na pureza, não negligenciando os dons ou aptidões que recebemos, mas colocando em prática de maneira perseverante de modo que seja proveitoso na nossa vida e na dos outros.

Mas afinal, onde entra a parte de remover a ferrugem? Que ferrugem é essa?

Certa vez em um culto, o pastor que pregava falou de coisas (sonhos, planos, projetos, chamados) que acabamos deixando de lado e negligenciando. Comparou com um quarto de despejo que ele tinha onde os jogando algumas coisas velhas e sem uso. Falou então de uma velha bicicleta que tinha e já estava enferrujando. Me chamou a atenção essa parte da ferrugem e o Espírito Santo começou a me ensinar. A primeira coisa que acontece com algo que começa a enferrujar é que ela perde o brilho, ou seja, perde a capacidade que tem de refletir a luz e atrair a atenção. Depois, o metal que enferruja começa a ficar fraco e quebradiço e o que era forte começa a se deteriorar porque teve sua integridade comprometida, sua estrutura mudou. E por fim, o metal enferrujado contamina, até mesmo o que não é de metal como por exemplo uma dobradiça que passa a ferrugem para a madeira da porta.

Quem não persevera e desiste é como metal enferrujado:perde a capacidade de refletir a luz da palavra sobre si e  para de atrair a atenção para Jesus; começa a ficar fraco pois teve sua integridade comprometida e, muitas das vezes contamina quem está ao redor.

Por: Erik Williams

Parte III

E o que fazer caso eu tenha deixado essa ferrugem, essa apatia, essa estagnação chegar em minha vida?

Talvez ainda esteja no início do processo e, semelhante a uma dobradiça de metal, você precisa de um pouco de óleo para remover o ressecamento e deixar de emperrar afinal você é a porta por onde as pessoas encontrarão Cristo. E óleo remete justamente à unção e Cristo é a unção.

Mas talvez o estágio esteja um pouco mais avançado e a ferrugem tenha se espalhado um pouco comprometendo assim sua integridade. Você vai ter um pouco mas de trabalho afinal a Palavra vai ter que raspar essa ferrugem de você. Quem sabe partes do metal tenham que ser removidas ou diminuídas para que o todo não seja afetado. Significa que prioridades terão que ser tomadas, hábitos abandonados, mentalidade renovada e coisas ou pessoas colocadas em seu devido lugar.

E talvez, esteja naquele nível tão avançado que causa a contaminação do que está ao redor. Nesse caso, semelhante ao metal, você precisa passar pelo fogo, o fogo da palavra que vai queimar todas as impurezas e, nas mãos do ferreiro mestre, você será remoldado, será trabalhado, ganhará forma e propósito. Como metal trabalhado na forja você será martelado, moldado, afiado ganhará brilho e propósito. Como está escrito em Malaquias 3:3 você será como a prata trabalhada pelo ourives. Sabe quando ourives tem a certeza que a prata está no ponto certo? Quando ele vê sua imagem refletida nela.

Por: Erik Williams

Parte IIII – Final

Deixe um comentário